→ Disfunção Erétil e Autoestima

Você sabe qual a Relação entre Disfunção Erétil e Autoestima?

Muita gente brinca com um tema tão sério. A disfunção erétil, também chamada impotência sexual é um problema que pode produzir inúmeros problemas emocionais que vão desde uma drástica diminuição da autoestima até mesmo para um quadro de depressão. Para um homem manter o desempenho sexual é praticamente uma questão de honra, sendo que seja em um namoro, noivado, casamento assim como para uma noite de prazer o desempenho sexual depende da capacidade de ereção e da sua manutenção.

Disfunção erétil

Todo homem gosta de saber que faz uma mulher sentir prazer; isso é algo que faz brilhar os olhos de ambos. Acontece que quando a impotência sexual chega o momento de prazer acaba tornando-se um medo constante e altamente frustrante. Não ser “capaz” de dar prazer para a mulher e tampouco sentir o prazer de uma ereção acaba por transformar-se em um pesadelo.

Nos relacionamentos conjugais a situação é ainda mais complicada e para muitos homens é difícil abrir-se com sua esposa. Muito mais difícil é esconder esse problema. Não tem jeito; é preciso procurar ajuda e tratar do problema, além de contar com o apoio e companheirismo de sua companhia. Assim como uma segurança econômica e demonstrações de afeto são importantes e vitais para o relacionamento, o sexo também é.

 Para muitos casais a qualidade do sexo é uma espécie de termômetro do relacionamento. Sendo assim fica fácil entender os medos e desesperos que podem passar na mente de um homem que está sofrendo de disfunção erétil.

>>>COMPRE TESTOMASTER AQUI DIRETO DO SITE OFICIAL DO PRODUTO<<<

Além de tratamento para o problema é necessário em muitos casos contar com a ajuda psicológica. Muitos acabam não fazendo isso por “medo de demonstrar uma fraqueza” e argumentos do tipo, o que acaba por frustrar ainda mais. Em muitos casos o homem acaba por demorar a procurar ajuda – o que acaba por agravar a sua crise emocional e de autoestima. Os repetidos episódios de impotência e a incapacidade de manter a penetração geram uma angústia e ansiedade que são capazes de abalar e minar a confiança do mais arrogante dos homens.

Ansieade

E pela demora no tratamento quando o caso é gerado por fatores biológicos há a persistência da impotência sexual. Por quê? A resposta é simples: em função de toda essa frustração e baixa na autoestima, por mais que o problema biológico em si já tenha sido resolvido, os fatores psicológicos é que agora mantém a disfunção erétil. Sabemos que a baixa autoestima pode diminuir os níveis de libido, além de que a ansiedade na hora H também pode fazer o velho amigo não erguer as armas para o tão esperado momento de combate.

Nesse caso, costuma haver a ereção noturna normal. O problema acontece quando ele está diante do ato sexual – o qual vai apresentar dificuldade em obter a tão esperada ereção.

Para que esse mal deixe de afligir, todo e qualquer homem precisa cuidar da sua saúde de modo geral. No caso de haver os sintomas e a própria disfunção erétil, se faz estritamente necessário a busca pelo tratamento adequado, o que muitas vezes pode incluir o acompanhamento psicológico. Não se deixe abater; não deixe sua saúde e tampouco a sua vida sexual ficar “pra baixo”.

Você pode mudar isso, e pra melhor!

>>>COMPRE TESTOMASTER AQUI DIRETO DO SITE OFICIAL DO PRODUTO<<<

 

8 Comentários on "→ Disfunção Erétil e Autoestima"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *